Mulher é morta por vizinho durante discussão na zona sul de SP

Encaminhada ao pronto-socorro do Sesi, Josefa Carvalho Farias Pinho, de 55 anos, não resistiu aos ferimentos; o assassino está foragido

Ricardo Valota, Central de Notícias

29 de abril de 2011 | 07h43

SÃO PAULO - A diarista Josefa Carvalho Farias Pinho, de 55 anos, foi morta, com duas facadas nas costas, pelo pedreiro José Carlos Moreira da Silva, de 39 anos, vizinho dela, durante uma discussão, por volta das 17 horas de quinta-feira, 28, na Vila Brasilina, região da Avenida do Cursino, na zona sul de São Paulo.

 

O crime ocorreu num corredor que dá acesso a várias casas na altura do nº 1.023 da Rua Evolução. Policiais militares da 4ª Companhia do 46º Batalhão foram acionados por testemunhas e encaminharam a vítima para o pronto-socorro do Sesi, mas Josefa não resistiu aos ferimentos e morreu. José Carlos continua foragido.

 

Nem a Polícia Militar nem os plantonistas do 83º Distrito Policial, do Parque Bristol, onde o caso foi registrado, souberam informar o motivo da desavença entre acusado e vítima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.