Mulher é morta a facadas na própria casa em São Caetano do Sul

Vizinhos acionaram chaveiro para abir a porta e a encontraram morta sobre a cama; polícia suspeita do sobrinho

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

01 de julho de 2009 | 08h02

A dona de casa Ana Maria Sanches de Castro, de 59 anos, foi encontrada morta, na noite desta terça-feira, 30, dentro de casa, na Rua Gurupi, em São Caetano do Sul, na Grande São Paulo. A polícia considera suspeito pelo crime o sobrinho da vítima, Rafael Castro Santiago, de 25 anos, que, segundo parentes, já foi internado várias vezes por ser viciado em drogas.

 

Estranhando o desaparecimento de Ana desde o sábado, 27, seus patrões, familiares e vizinhos foram à casa da vítima e acionaram um chaveiro para abrir a porta. A mulher foi encontrada morta a facadas sobre a cama. A arma do crime estava no local e será periciada.

 

Rafael, que morou durante 20 dias com Ana Maria, teria ligado para outra tia para dizer que havia sido expulso por Ana, após uma discussão, e que estava retornando para sua cidade, Piraju, interior paulista. O caso foi registrado no Distrito Policial Central de São Caetano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.