Google Street
Google Street

Polícia encerra sequestro em estação de metrô de SP

O homem foi encaminhado para uma delegacia de polícia e a vítima está bem.

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2020 | 17h59
Atualizado 08 de setembro de 2020 | 21h34

A mulher que era mantida mantida refém dentro da estação de metrô da linha 5-Lilás Adolfo Pinheiro, na zona sul de São Paulo, foi libertada. O Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) foi ao local e conseguiu dominar o sequestrador. 

Segundo disse ao programa Brasil Urgente o tenente-coronel Valmor Racorti, o homem tem esquizofrenia e não havia tomado a medicação. A mulher ficou como refém por duas horas.

O homem foi encaminhado para uma delegacia de polícia e a vítima está bem. A linha 5-Lilás está operando normalmente, mas a estação Adolfo Pinheiro está fechada. 

Tudo o que sabemos sobre:
sequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.