Mulher desaparecida há quase 3 meses é achada morta em SP

Segundo a polícia, por causa de desavença, matador contratado para matar o ex-namorado dela a assassinou

Chico Siqueira, especial para O Estado de S.Paulo

20 Março 2009 | 17h42

Desaparecida desde 5 de janeiro, o corpo da empresária Carmem Andrea Issa Castello, de 35 anos, foi encontrado na noite de quinta-feira num canavial na zona rural de Votuporanga, no interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, Carmem foi assassinada quando planejava, com mais quatro pessoas, a morte do seu ex-namorado, com que tinha um filho de oito meses.

 

Andréa é irmã do ex-BBB Carlos Issa Castello, o Carlão. Moradora de São Bernardo do Campo, ela tinha viajado para o interior para visitar o filho, cuja guarda está com o pai, o advogado Juliano Severiano Borges, de 30 anos, morador em Valentim Gentil, cidade próxima a Votuporanga.

 

O crime, segundo o delegado João Rossini, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Votuporanga, ocorreu no dia 5 de janeiro. "Ela morreu quando estava com quatro homens cavando a sepultura do ex, no meio de um canavial. Ela se desentendeu com eles, foi morta e enterrada na cova que seria para o ex-namorado", contou o delegado.

 

Segundo Rossini, Carmem pagaria R$ 10 mil para os capangas. "Um deles, Antonio Carlos Rodrigues Alves, confessou que matou Carmem com o enxadão que era usado para abrir a sepultura", disse Rossini. De acordo com o delegado, em depoimento no inquérito que apura o caso, o acusado disse que Carmem queria matar o ex-namorado porque não suportava viver longe da filha, que estava morando com o pai e a avó paterno em Valentim Gentil.

 

Carmem chegou a Votuporanga em 2 de janeiro. Nos dias 3 e 4 visitou o filho em Valentim Gentil e depois retornou a Votuporanga, de onde saiu no dia seguinte, sem mais vista. O corpo foi localizado depois que Alves confessou o crime e levou os policiais onde o corpo estava enterrado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.