Mulher anda até PS com faca no crânio

Vítima de tentativa de homicídio, Eliana Carvalho Martiniano, de 32 anos, levou três facadas na madrugada de ontem em Buritama, a 556 quilômetros de São Paulo. Mesmo ferida e com um pedaço da lâmina da faca cravado na cabeça, ela conseguiu caminhar até a Santa Casa da cidade e pedir socorro.

CHICO SIQUEIRA , ESPECIAL PARA O ESTADO, ARAÇATUBA, O Estado de S.Paulo

22 Novembro 2011 | 03h04

O caso aconteceu por volta das 5h30, quando Eliana caminhava para o trabalho. Um homem atacou-a por trás, desferindo uma facada no tórax. Quando Eliana se virou, o agressor atingiu seu braço e ainda desferiu outra facada no rosto, acima do olho esquerdo.

A faca quebrou e parte da lâmina ficou cravada no rosto de Eliana, que ainda teve forças para caminhar algumas quadras até chegar à Santa Casa, onde recebeu atendimento médico.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o crime, mas até ontem não tinha nenhuma pista sobre o criminoso.

O dono de um carro que estava estacionado destrancado nas redondezas do local do crime está sendo investigado.

A vítima foi transferida para a Santa Casa de Araçatuba, onde chegou ainda consciente e foi submetida a exames, incluindo uma tomografia para avaliar a extensão do ferimento na cabeça. Até o final da tarde de ontem, os médicos não tinham concluído a cirurgia para a retirada da lâmina, que entrou sobre o olho esquerdo e se alojou no crânio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.