Mução é solto, após irmão admitir que se passava por ele para obter pornografia

O radialista e humorista Rodrigo Vieira Emerenciano (Mução) foi solto, na noite de ontem, da carceragem da Polícia Federal (PF), no Recife. O advogado Waldir Xavier conseguiu um habeas corpus, após um irmão do radialista ter assumido, em interrogatório em Fortaleza, o uso de contas de internet de Mução. O radialista foi preso anteontem pela Operação DirtyNet, que investiga uma rede internacional de pedofilia. A PF do Ceará informou que o irmão de Mução, um engenheiro eletrônico, confessou que se passou várias vezes pelo humorista para obter o material ilegal. Ele admitiu acesso às senhas de Mução e a criação de perfis falsos. E teve a prisão preventiva solicitada.

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2012 | 03h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.