WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

MTST protesta em 5 pontos da capital

Em alguns pontos, pneus foram queimados, mas não foram registrados incidentes mais graves

O Estado de S. Paulo

15 Maio 2014 | 13h05

SÃO PAULO - O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) realizou na manhã desta quinta-feira, 15, cinco protestos na capital paulista. Os locais escolhidos foram Radial Leste, em frente ao Itaquerão; na Marginal Pinheiros perto da Ponte João Dias; na Marginal Tietê próximo à Ponte Estaiadinha; na Avenida Giovana Gronchi, perto do Shopping Jardim Sul; e na região da Ponte do Socorro.

Em alguns pontos, pneus foram queimados, mas não foram registrados incidentes mais graves.

O trânsito ficou complicado na região dos protestos. Dados da CET mostram que a lentidão subiu de 83 km às 10h para 95 às 10h30. Nesse horário, as piores vias, segundo o órgão de trânsito, eram a pista expressa da Marginal do Tietê, que contava 11,5 km de filas entre a Ponte Estaiadinha e a Ponte dos Remédios. Na pista local, havia 10,1 km da Ponte da Casa Verde até a Ponte dos Remédios. O Corredor Norte-Sul, no sentido Santana, registrava 4,5 km de congestionamento no mesmo horário.

A partir das 14h, os professores da rede municipal de ensino, em greve há três semanas, farão uma passeata que sairá da Secretaria Municipal da Educação, na Vila Clementino. Mais tarde, por volta das 17h, haverá a sétima manifestação contra a Copa, com concentração na Praça do Ciclista, na Avenida Paulista. Também está previsto um protesto contra a Copa no Rio. Para acompanhar a cobertura ao vivo,clique aqui.

Mais conteúdo sobre:
MTST

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.