MTST invade e ocupa 3 terrenos em São Paulo

Dois dos endereços são na capital paulista e um é em Embu; movimento diz em comunicado que paralisação de programas agravará crise e conflitos sociais

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

05 de novembro de 2016 | 12h53

SÃO PAULO - O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) invadiu três terrenos na Grande São Paulo na madrugada deste sábado, 5. Segundo nota da entidade e informações em sua página do Facebook, 2 mil pessoas participaram das ocupações. Todos os locais são terrenos que estavam vazios.  

"As ocupações são resultado da falta de alternativa de moradia, especialmente para famílias que pagam aluguel, por conta do aumento do desemprego e da paralisação do programa Minha Casa Minha Vida", informou o grupo, em nota. "Paralisar programas habitacionais e não dialogar com os movimentos só agravará a crise urbana e os conflitos sociais".

As ações ocorrem em meio à troca de poder na Prefeitura de São Paulo. A gestão atual, de Fernando Haddad (PT), buscou manter o diálogo aberto com o movimento de moradia. O prefeito eleito, João Doria (PSDB), vem afirmando que não iria "tolerar" invasões de propriedades privadas. 

Na capital, um dos terrenos fica na margem da Avenida Jacu Pêssego, zona leste. O outro fica no Capão Redondo, no extremo sul. Em Embu, o terreno ocupado fica na atrás do Cemitério da Paz, no Jardim Marciano, segundo informações do grupo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.