MTST faz protesto na zona leste de São Paulo

Movimento cobra da Prefeitura limpeza do terreno onde estava a Copa do Povo; moradores que aguardam a construção de casas

Marco Antônio Carvalho, Especial para o Estado

30 Setembro 2014 | 13h51

Atualizada às 16h03

SÃO PAULO - O Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) pretende reunir mil pessoas em marcha que será realizada na tarde desta terça-feira, 30, na zona leste de São Paulo. Integrantes do movimento cobrarão da administração municipal cumprimento de um acordo para limpeza do terreno onde estava localizado a ocupação Copa do Povo.

A marcha deve sair das proximidades do terreno onde estava a ocupação e andar até a Subprefeitura de Itaquera. O objetivo é reivindicar a limpeza dos barracos instalados na área da Copa do Povo. Segundos representantes do MTST, a retirada das estruturas do local é de responsabilidade da Prefeitura, mas ainda não aconteceu.

Em nota, a Prefeitura informou que "o terreno é particular e a responsabilidade da limpeza é do proprietário". O Executivo municipal disse ter reafirmado ao dono da área sobre essa necessidade de limpeza. 

O terreno foi ocupado por moradores durante quatro meses, entre maio e o fim de agosto deste ano. A ação chamava atenção para o problema da moradia popular e pegava carona nos holofotes trazidos a Itaquera pela Copa do Mundo. Lá, moravam principalmente pessoas que tinham para onde voltar, de acordo com o movimento. 

Um termo de compromisso foi firmado entre o MTST, responsável pela mobilização na área de 155 mil metros quadrados, as três esferas de governo e a construtora Viver, dona do espaço. Ficou acordada a desmontagem do acampamento e a retirada das famílias.

A Caixa Econômica Federal, o governo do Estado e a Prefeitura da capital se comprometeram a cadastrar os ocupantes e construir prédios de moradia para eles. A previsão é de que as primeiras das 3,5 mil unidades fiquem prontas em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.