MPF quer fechar posto em batalhão do Exército

O Ministério Público Federal pediu a interdição imediata do posto de combustível que fica dentro do 2.º Batalhão Logístico Leve do Exército, na Fazenda Chapadão, em Campinas, interior de São Paulo. Segundo o MPF, o posto não tem licença ambiental. Em 2009, 8 mil litros de óleo diesel vazaram e contaminaram o solo e o lençol freático. O Exército afirmou que o posto foi reformado para prevenir vazamentos e o solo é monitorado. Em 2012, a Cetesb deu a licença ambiental, segundo o Exército.

O Estado de S.Paulo

14 de março de 2013 | 04h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.