MPF pede que TAM pague até R$ 63 mi de indenizações

O Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF) entrou com ação na 20ª Vara Federal do DF contra a TAM e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para cobrar fiscalização e indenização aos passageiros prejudicados por atrasos e cancelamentos entre os dias 28 e 30 de novembro de 2010. Os 266 cancelamentos e 200 atrasos no período afetaram cerca de 80 mil passageiros. O MPF-DF calculou que a indenização pode chegar a R$ 63,684 milhões. A TAM alegou que os transtornos foram causados por condições meteorológicas adversas.

O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2012 | 03h01

Segundo o MPF-DF, não foram apresentados comprovantes de reacomodação de passageiros, reembolso ou qualquer compensação. Quanto à Anac, o MPF-DF afirma que não foram registradas sanções contra a empresa.

A TAM afirmou que se manifestará nos autos do processo. Já a Anac informou que ainda não foi notificada. / ANNE WARTH E EDUARDO RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.