MPF investiga venda de álcool abaixo do preço em Marília (SP)

Postos estariam vendendo combustível a RS 0,98; custo, com o pagamento de tributos, seria superior a R$ 1

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

15 de setembro de 2009 | 07h54

A venda de álcool abaixo do preço de custo em postos de combustível da região de Marília, no interior de São Paulo, está sendo investigada pelo Ministério Público Federal desde sexta-feira, 11. O procedimento foi instaurado após visita da Promotoria a vinte postos da cidade. Todos eles vendem álcool por menos do que o preço de custo, segundo o MPF.

 

O objetivo da ação é verificar como é possível a comercialização do litro do combustível a valor inferior ao preço de custo, além de apurar quais os motivos que têm levado a grandes variações no preço de venda. A preocupação do MPF é que pode estar ocorrendo a venda de combustível adulterado. Outras hipóteses do MPF sobre a prática é que os postos podem estar deixando de recolher tributos ou cometendo infração de ordem econômica com o objetivo de eliminar a concorrência.

 

Em uma investigação inicial realizada pela Promotoria, foi constatado que alguns postos estariam vendendo álcool a R$ 0,98, enquanto o preço de custo, com o pagamento de todos os tributos, seria superior a R$ 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.