MPF e Promotoria querem anular a concorrência

Em comunicado conjunto, o Ministério Público Federal e a Promotoria de Habitação recomendaram que o governo estadual e o Metrô anulem a concorrência do monotrilho do Morumbi. E pediram que a Caixa Econômica Federal (CEF) suspenda o financiamento de R$ 1,08 bilhão da obra.

O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2012 | 03h05

Segundo os promotores, autoridades responsáveis pelo monotrilho não fizeram o projeto básico, que é essencial para evitar obras superfaturadas ou estouro do orçamento. É a segunda vez que o MPF recomenda a suspensão do projeto - a primeira ocorreu em 2010, no início do projeto.

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado informou ter recebido a notificação do Ministério Público e terá prazo de 20 dias para analisar as argumentações e se manifestar. / D.Z.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.