MPE denuncia 7º auditor por ligação com a Máfia do ISS

William de Oliveira Deiró Costa é o sétimo fiscal formalmente acusado à Justiça por integrar a Máfia do Imposto sobre Serviços

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

25 Junho 2015 | 21h28

O Ministério Público Estadual enviou nesta quinta-feira, 25, um aditamento à 21ª Vara Criminal da capital para incluir o auditor fiscal William de Oliveira Deiró Costa na denúncia contra os fiscais Ronilson Bezerra Rodrigues, Eduardo Horle Barcellos, Carlos Augusto di Lallo Leite do Amaral, Luis Alexandre Cardoso de Magalhães e Amilcar José Cançado Lemos por lavagem de dinheiro, concussão (quando o servidor recebe vantagem em decorrência de seu cargo) e formação de quadrilha. 

Costa é o sétimo fiscal formalmente acusado à Justiça por integrar a Máfia do Imposto sobre Serviços (ISS) - além dos cinco citados, há também o servidor Fábio Camargo Remesso, ex-chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social. Há inquéritos contra outros oito fiscais da Prefeitura. 

Costa era sócio de Magalhães em casas lotéricas e, segundo o MPE, recebia a propina do colega quando ele estava de férias.

A reportagem não conseguiu identificar os defensores de Costa para comentar o caso. A denúncia ainda é analisada pela Justiça, que pode rejeitá-la.

Mais conteúdo sobre:
Máfia do ISS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.