MPE arquiva acusação contra 2 por incêndio

O Ministério Público do Rio Grande do Sul pediu o arquivamento do inquérito que apurou a responsabilidade do secretário de Controle e Mobilidade Urbana, Miguel Passini, e do chefe de fiscalização da pasta, Beloyannes Orengo Pietro, no incêndio da boate Kiss, em Santa Maria. Os dois haviam sido indiciados pela polícia por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), mas os promotores decidiram que não havia provas contra os dois. O incêndio matou 241 pessoas em 27 de janeiro.

O Estado de S.Paulo

13 Maio 2013 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.