MP vai abrir procedimento disciplinar contra promotor que ouviu Suzane

Em entrevista a Rede Globo neste domingo, promotor disse que em 2007 Suzane contou que o assassinato do casal Richthofen foi planejado pelo pai dos irmãos Cravinhos

Solange Spigliatti, estadão.com.br

27 Setembro 2010 | 15h55

SÃO PAULO - A Procuradoria-Geral de Justiça de São Paulo vai enviar à Corregedoria-Geral do Ministério Público, ainda nesta segunda-feira, 27, um ofício requisitando a instauração de procedimento disciplinar contra o promotor de Justiça Eliseu José Berardo Gonçalves.

 

O promotor concedeu entrevista ao Fantástico, da Rede Globo, na noite deste domingo, 26, dizendo que durante um depoimento, Suzane afirmou que foi o pai de Daniel e Cristian Cravinhos quem planejou o assassinato do casal Richthofen, ocorrido em 2002. O relato teria ocorrido há três anos, mas só foi revelado agora.

 

O promotor Eliseu José Berardo Gonçalves, de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, foi afastado de suas funções no último dia 15, por suspeita de tentar seduzir Suzane von Richthofen dentro da Promotoria. Suzanne foi condenada a 39 anos de prisão por matar os pais em 2002 e cumpre pena na penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier de Tremembé.

 

Segundo a Procuradoria, o procedimento vai apurar "uma eventual falta funcional praticada em razão de o promotor não ter tomado providências à época em que tomou conhecimento de fato relevante em relação ao assassinato do casal Richthofen", o que somente foi revelado em entrevista concedida por ele ao programa Fantástico, da Rede Globo.

 

A fim de instruir o procedimento, a Procuradoria-Geral de Justiça solicitou à emissora cópia da entrevista exibida no programa nesse domingo, 26.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.