MP tenta impedir que 48 famílias sejam desalojadas

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo pediu a suspensão imediata da decisão judicial que determinou a execução do mandado de tomada de posse, "com auxilio da força policial", de um terreno da Caixa Econômica Federal, na Avenida Santo Amaro, zona sul. No local serão realizadas obras de expansão da Linha 5-Lilás do Metrô.

O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2011 | 03h02

Caso a decisão seja cumprida, 48 famílias vão ser desalojadas - incluindo 31 crianças e adolescentes. O MPF pede ainda que a empresa ofereça recursos para retirada e locomoção dos moradores. Segundo documentos da ação, o Metrô apenas se prontificou a inscrever as famílias em um programa municipal que prevê pagamento de aluguel social de R$ 400 por dois anos. O Metrô disse que só se pronunciará hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.