MP pede redução na tarifa de pedágio na Castello Branco

Taxa de R$ 2,80 é considerada acima do valor estipulado em edital para rodovia, localizada na Grande São Paulo

Central de Notícias,

23 Fevereiro 2010 | 20h55

A Justiça acatou o pedido do Ministério Público de São Paulo para que as concessionárias Viaoeste e a Artesp, empresas que administram as rodovias paulistas, reduzam, dentro de três meses, o preço dos novos pedágios da Rodovia Castello Branco, na região da Grande São Paulo, sob pena de multa de R$ 1 milhão por dia. A informação foi divulgada no início da noite desta terça-feira, 23, pela assessoria do prefeito de Osasco, Emidio de Souza.

 

No comunicado, a Prefeitura de Osasco informa que o pedágio, segundo o entendimento do MP, tem valores acima do previsto no edital. O valor correto seria de R$ 1,70, em Osasco (km 18), e de R$ 1,90, em Barueri (km 20). Hoje, o motorista paga R$ 2,80.

 

O pedido foi deferido pelo juiz José Tadeu Picolo Zanoni, da 1ª Vara da Fazenda de Osasco, que argumentou que as tarifas cobradas no começo do ano "representam prejuízo aos usuários."

 

Texto atualizado em 24 de fevereiro, às 15h27.

Mais conteúdo sobre:
SPCastello Branco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.