MP pede que menores acusados de agressão na Paulista sigam internados

Pedido será julgado na próxima semana; jovens estão em unidade da Fundação Casa desde o final de novembro

Pedro da Rocha e Marília Lopes, Central de Notícias

17 Dezembro 2010 | 18h16

SÃO PAULO - Terminou hoje, 17, no Juizado Especial da Vara da Infância e Juventude, no Brás, região central de São Paulo, a fase de instrução - em que testemunhas são ouvidas - do julgamento de quatro adolescentes acusados de agredirem três pessoas na Avenida Paulista. Os promotores de Justiça Ana Laura Bandeira Lins Lunardelli e Oswaldo Barberis Junior pediram à Justiça a continuidade da internação dos envolvidos na Fundação Casa.

 

A requisição de medida socioeducativa feita pelo Ministério Público deve ser julgada na próxima semana. A decisão de manter a internação ocorreu após ouvir testemunhas de defesa e acusação. Na última sexta-feira, os adolescentes falaram ao Juizado. O jovem agredido com uma lâmpada também já foi ouvido.

 

Os quatro menores estão Unidade de Internação Provisória Brás da Fundação Casa desde o final de novembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.