MP não vê abuso em ação da Rota em Várzea Paulista

O Ministério Público não encontrou indícios até o momento de que tenha havido abuso ou excesso por parte dos policiais das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) na ação que terminou com nove mortos em uma chácara em Várzea Paulista, na região de Jundiaí, no dia 11 de setembro.

O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2012 | 03h06

O Grupo de Atuação contra o Crime Organizado (Gaeco) participou, na quarta-feira, da reconstituição dos confrontos entre policiais e criminosos feita pela Polícia Civil no local. Também participaram os 40 policiais envolvidos na ação. O confronto foi reconstituído com base nos depoimentos dos policiais e de testemunhas.

A Promotoria considera que as mortes em locais diferentes e o fato de alguns criminosos terem se entregado e sido presos com vida são indícios de que houve confronto. / RICARDO BRANDT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.