MP investiga inspeção veicular em São Paulo

O Ministério Público abriu um inquérito civil para apurar eventuais irregularidades na prestação de serviço de inspeção veicular em São Paulo. O promotor Saad Mazloum quer saber por que os motoristas, mesmo após terem pago a taxa de R$ 56,44, não estão conseguindo marcar a vistoria, nem pelo telefone nem pelo site da Controlar - empresa que efetua o serviço -, ficando sujeitos a multa de R$ 550. O MP registrou pelo menos cinco reclamações desse tipo desde maio. "Essa falha pode estar se repetindo, atingindo centenas ou milhares de outros cidadãos em semelhante situação, causando prejuízos", afirma o promotor. Por esses motivos, Mazloum pediu à Prefeitura cópia dos contratos de concessão do serviço para saber se foram construídos e instalados todos os postos de inspeção exigidos no edital de licitação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.