MP chama CET para regularização de sinalização na Marginal Tietê

Segundo promotora, investigação constatou que um grande número de acidentes foi provocado pela má sinalização

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

01 de julho de 2010 | 11h17

SÃO PAULO - O Ministério Público de São Paulo vai enviar nesta quinta-feira, 1, uma notificação para o presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Marcelo Cardinale Branco, para agendar uma reunião para discutir a regularização de sinalização horizontal na Marginal do Tietê.

 

Segundo a promotora de Justiça de Habitação e Urbanismo Maria Amelia Nardy Pereira, a reunião dará continuidade às que já eram feitas com o antigo presidente Alexandre Morais, para tentar solucionar irregularidades encontradas durante um inquérito aberto pela promotora no ano passado, para investigar a falta de sinalização horizontal, como faixas de pedestres e de divisão das pistas, em vias de toda a cidade.

 

Esse novo inquérito, especialmente sobre a Marginal do Tietê, está baseado em uma vistoria feita no mês passado por um engenheiro assistente da promotora, onde foi constatada várias irregularidades na sinalização horizontal da via, as quais confundem facilmente os motoristas, como sobreposições de faixas antigas e pintadas recentemente.

 

Durante a investigação, foi constatado também um grande número de acidentes provocados pela má sinalização, transformando a Marginal do Tietê como uma das vias mais perigosas da cidade, segundo opinião da promotora. "As irregularidades em vários trechos aumentaram ainda mais a partir dos trabalhos para a ampliação da Marginal", conclui a promotora.

 

Além da vistoria, as diversas reclamações de motoristas que utilizam a Marginal do Tietê contribuíram para a decisão de cobrar uma definição rápida para o término das irregularidades nas sinalizações. "Vou cobrar do novo presidente uma regularização imediata desses problemas", explica.

 

De acordo com a promotora, a reunião deve ser marcada para a próxima semana e o prazo para a regularização deve ser o menor tempo possível. "A CET alega que as obras de ampliação da marginal ainda não estão prontas, mas se não estão, por que trechos foram liberados ao tráfego sem sinalização correta", questiona.

 

Em nota, a CET afirma que não foi notificada até o momento. Veja a íntegra:

 

"A CET não foi notificada a respeito dessa convocação e, por conta disso, não pode se pronunciar a respeito. Cabe ressaltar que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estabeleceu em conjunto com a DERSA , executora das obras, um cronograma de implantação da nova sinalização da Marginal Tietê, conforme as etapas de entrega da obra.

 

O projeto de sinalização prevê a aplicação de 68,5 mil m² de pintura de solo e a instalação de 700 placas (das quais 550 são de regulamentação e de advertência e 150 são de orientação). Com o término das obras, as sinalizações horizontal (pintura de solo) e vertical (placas de regulamentação, orientação e advertência) estarão devidamente implantadas conforme os mais rigorosos padrões de segurança de tráfego."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.