MP acompanhará investigações sobre assassinato de sindicalista em SP

Diretor de base do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de SP denunciou, em 2008, esquema de desvio do subsídio pago pela Prefeitura às empresas

Pedro da Rocha, estadão.com.br

26 de outubro de 2010 | 18h03

SÃO PAULO - O Ministério Público do Estado de São Paulo irá acompanhar o inquérito policial que investiga a morte do sindicalista Sérgio Augusto Ramos, assassinado com cinco tiros no último dia 25, no Jardim Ângela, na zona sul. Foram designados para o caso, pela Procuradoria-Geral de Justiça, os promotores de Justiça Flávio Farinazzo Lorza e Ivandil Dantas da Silva.

 

O sindicalista, diretor de base do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo, havia denunciado ao Ministério Público Estadual esquema de desvio do subsídio pago pela Prefeitura referente ao plano de saúde dos trabalhadores, acusando o presidente do sindicato, Isao Hosoji, o Jorginho, de comandar a prática corrupta. O caso começou a ser investigado em 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.