Movimento começa a aumentar em algumas rodovias de SP

Previsão é de que fluxo cresça ainda mais a partir das 14h; Castello Branco registra lentidão na região de Itu, onde um veículo de passeio capotou

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

06 de junho de 2010 | 12h41

SÃO PAULO - O fluxo de veículos retornando do litoral e do interior de São Paulo começa a aumentar no começo da tarde deste domingo, 6, segundo as polícias rodoviárias Estadual e Federal e as concessionárias responsáveis. A previsão é que o movimento aumente ainda mais a partir das 14 horas.

 

Veja também:

blog Acompanhe a situação do trânsito em SP

 

Segundo o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), as rodovias que apresentam tráfego intenso, mas sem pontos de paradas, são a Rodovia dos Tamoios, que liga o litoral a São José dos Campos, e Floriano Peixoto, onde o fluxo de veículos segue carregado entre a saída de Campos do Jordão até a Rodovia Presidente Dutra.

 

As demais rodovias litorâneas, como a Mogi-Bertioga, Rio-Santos, Anchieta e Imigrantes ainda apresentam tráfego normal, assim como as rodovias que ligam a capital ao interior, como a Anhanguera, Bandeirantes, Fernão Dias, Régis Bittencourt, Presidente Dutra e Raposo Tavares.

 

Já a Rodovia Castello Branco registra um trecho de lentidão, entre os quilômetros 78 e 75, na região de Itu, sentido São Paulo, por conta do excesso de veículos criado por um capotamento de um veículo de passeio, após a colisão com outro carro, na altura do km 77. O local já foi liberado.

 

Sistema Anhanguera-Bandeirantes

 

Levantamento do concessionária Autoban, que administra o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, mostra que no período das 0h de quarta-feira, 2, às 11h de domingo, 6, trafegaram pelo Sistema cerca de 620 mil veículos, entre saída e chegada à Capital. Neste período, foram registrados 99 acidentes, 46 feridos e uma morte.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitoferiadorodoviasSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.