Movimento coloca boneco de cocô para pedir limpeza do Rio Pinheiros

Objetos infláveis no formato dos emojis usados em conversas virtuais destacam sujeira da área

O Estado de S.Paulo

07 Março 2018 | 03h00

SÃO PAULO - O movimento Volta Pinheiros instalou dois bonecos infláveis no Rio Pinheiros na madrugada desta terça-feira, 6. Em formato de emoji – figura usada em conversas virtuais – de cocô e com 4 metros de altura, os objetos são parte de campanha pela despoluição do rio, que passa por bairros das zonas sul e oeste de São Paulo. 

Os bonecos foram colocados nas imediações da Ponte Eusébio Matoso, em Pinheiros, na zona oeste, e na Ponte Estaiada, no Morumbi, na zona sul. Após a intervenção, os objetos serão recolhidos e destinados a uma empresa de reciclagem. 

Nas redes sociais, internautas comentaram a ação. “Para que inflável se já tem tantos orgânicos?”, brincou um usuário no perfil da Volta Pinheiros no Facebook. O movimento foi criado em 2017 por um grupo de publicitários e é coordenado por Marcelo Reis, copresidente da agência Leo Burnett Tailor Made.

Em fevereiro, o movimento enviou 50 kits com almofadas (também no formato de emoji de cocô) para autoridades na Câmara Municipal, na Prefeitura e no governo do Estado, entre outros. “Esta almofada é um confortável presente para quem consegue dormir com o Rio Pinheiros desse jeito”, dizia o texto enviado com o kit.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.