Motos devem permanecer na 23 de Maio

O projeto da Prefeitura de São Paulo de proibir a circulação de motos na Avenida 23 de Maio - anunciado em diferentes oportunidades - parece cada vez mais longe de se tornar realidade.

Márcio Pinho, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2011 | 00h00

A iniciativa, que teria como um dos objetivos reduzir os riscos a que motoristas e motoqueiros são submetidos, começou a ser discutida em março do ano passado. Na época, o então secretário dos Transportes, Alexandre de Moraes, anunciou prazo de 30 a 45 dias para implementar a nova regra. Era um prazo de adaptação dos motociclistas à motofaixa criada na Rua Vergueiro - que seria inaugurada em abril, como alternativa de deslocamento entre o centro e a zona sul, e que só passou a funcionar em junho. Ainda em março, o prazo subiu para 90 dias.

Em setembro do ano passado, a Prefeitura continuava falando que eram feitos estudos para pôr em prática a restrição. O atual secretário, Marcelo Cardinale Branco, disse, então, que a motofaixa da Vergueiro não teria capacidade para absorver o volume nos horários de pico da 23 de Maio. A construção apenas seria possível com novas motofaixas.

Hoje, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) afirma que continua avaliando o desempenho da motofaixa do corredor Liberdade/Vergueiro para definir se haverá mesmo a restrição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.