Motoristas param por quase 3 horas no Parque Dom Pedro II

Os trabalhadores reclamam que manifestação é contra 'banheiros sujos e refeitórios inapropriados'

Solange Spigliatti, estadao.com.br

12 de novembro de 2007 | 14h42

A manifestação dos motoristas e cobradores, que fechou o Terminal de Ônibus Parque Dom Pedro II, na região central de São Paulo, desde a manhã, terminou por volta das 14 horas, segundo informações do SPTrans.   Os trabalhadores realizaram uma assembléia no terminal, por volta das 13 horas e foram orientados a retomar o trabalho. O tráfego de ônibus na Capital só deve ser normalizado dentro de três ou quatro horas, segundo a SPTrans.   Os trabalhadores fecharam o terminal. Das 10h15 até as 13 horas, nenhum veículo saiu ou entrou no terminal por causa do protesto da categoria. A assessoria de imprensa do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de São Paulo informou que a manifestação foi contra as péssimas condições do terminal, com banheiros sujos e refeitórios inapropriados, e também contra a duplicidade de multas aplicadas aos motoristas, tanto por fiscais da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) como da SPTrans.   Os trabalhadores reclamam também de que estariam sendo "perseguidos" pelos funcionários da Socicam, empresa que administra o terminal. A assessoria de imprensa não foi encontrada para comentar a reclamação dos trabalhadores.

Tudo o que sabemos sobre:
transporte públicoônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.