Motoristas e cobradores de ônibus fazem paralisação na zona norte

Eles exigem que Viação Sambaíba não desconte os valores de multas por excesso de passageiros

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

26 Maio 2011 | 05h16

SÃO PAULO - Parte dos moradores da zona norte de São Paulo é prejudicada nesta manhã de quinta-feira, 26, por uma paralisação dos motoristas e cobradores da Viação Sambaíba. Os operadores não liberaram a saída dos 239 ônibus estacionados na garagem localizada na altura da Rua Elza Guimarães, na Vila Amália.

 

Segundo a São Paulo Transportes (SPTrans), a maioria das 34 linhas operadas por esse contingente de veículos ou têm o Metrô Santana como destino ou passa por ele. Apenas uma das linhas leva os usuários até o Terminal Parque do Dom Pedro II, no Centro. O sistema Paese, já colocado em operação pela SPTrans, vai suprir nesta manhã 15 das 34 linhas com um total de 96 veículos de outras empresas.

 

Os motoristas da Sambaíba exigem que a viação não desconte mais de seus salários os valores das multas aplicadas pela SPTrans aos ônibus que circulam com excesso de passageiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.