Motoristas e cobradores da zona norte de SP voltam ao trabalho

Representantes do sindicato, da empresa e da Secretaria dos Transportes voltam a se reunir no fim desta tarde

Solange Spigliatti, Central de Notícias

05 Novembro 2009 | 11h37

Os sete mil trabalhadores, entre motoristas e cobradores de ônibus, do Grupo Sambaíba, voltaram ao trabalho por volta das 11h15 desta quinta-feira, 5, após paralisação de mais de sete horas. Segundo o Sindicato dos Condutores de São Paulo, as diretorias da entidade e da viação se reuniram durante a manhã e decidiram liberar os funcionários para voltarem ao trabalho. A discussão das reivindicações serão retomadas nesta tarde.

 

Veja também:

blog Confira as condições do trânsito em SP

 

O pedido para a volta ao trabalho foi feito pela Secretaria Municipal de Transportes, de acordo com o sindicato. Cerca de 620 mil pessoas foram afetadas com a paralisação apesar da liberação de 490 ônibus do Paese. Os motoristas e cobradores já estão retomando o trabalho e a circulação dos coletivos das 143 linhas das quatro empresas do grupo deve ficar normalizado dentro de uma hora, segundo previsão do sindicato.

 

Centenas de funcionários se reuniram nesta manhã em frente à empresa. Foto: Werther Santana/AE

 

A reunião entre o sindicato, diretoria da empresa e de representantes da Secretaria de Transportes acontecerá na sede da secretaria, às 16 horas. Uma assembleia será marcada entre a entidade e os trabalhadores durante a madrugada desta sexta-feira, 6, para o repasse da proposta da secretaria, segundo informou o sindicato.

Mais conteúdo sobre:
onibus greve Sambaiba transporte público

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.