JB Neto/AE
JB Neto/AE

Motoristas de ônibus mantêm paralisação na zona leste de SP

Uma nova assembleia será realizada na madrugada de quarta, 2; sindicato dos motoristas defende a manutenção da greve

Pedro da Rocha, Central de Notícias

01 Fevereiro 2011 | 19h35

SÃO PAULO - Os motoristas e cobradores da Viação Himalaia, que atende linhas na zona leste de São Paulo, decidiram manter a greve até assembleia que será realizada na madrugada de quarta-feira, 2. A assessoria do Sindicato dos e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas-SP) informou que a diretoria defenderá o fim da paralisação.

 

Uma assembleia aconteceu na tarde de hoje, mas, segundo a assessoria do sindicato, pessoa estranhas aos trabalhadores tumultuaram a reunião, que por isso foi encerrada.

 

Um informe contendo a proposta apresentada por representantes da empresa e do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (Spurbanuss) está sendo confeccionado e será distribuído aos trabalhadores. No encontro entre as partes realizado nesta terça-feira, foi apresentada a proposta segundo a qual não haverá alteração nos contratos de trabalhos dos empregados da Viação Himalaia.

 

A assessoria do Sindmotoristas disse que a diretoria teme que, caso a questão seja levada aos tribunais, a proposta da empresa pode ser reduzida. De acordo com o sindicato dos trabalhadores, cerca de 950 funcionários participam da greve.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.