Motoristas de ônibus entram em greve 2ª

Pelo menos 70% de toda a frota de ônibus que circula diariamente na região metropolitana de Belo Horizonte pode não ir para as ruas na segunda-feira. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte (STTRBH) reivindica reajuste salarial de 49%, 30 folhas de tíquete-alimentação no valor de R$ 15 cada, instalação de banheiros femininos nos pontos finais, participação nos lucros e resultados e uma jornada de trabalho de seis horas diárias. Motoristas e cobradores rejeitaram a proposta patronal de 13% de reajuste salarial condicionada a um aumento de 20 minutos na jornada de trabalho diária.

O Estado de S.Paulo

11 Março 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.