Motoristas causam 6 mortes e fogem sem prestar auxílio

Polícia Rodoviária tenta identificar responsáveis por dois acidentes no interior paulista; rodovia ficou bloqueada por 2h

CHICO SIQUEIRA , ESPECIAL PARA O ESTADO , ARAÇATUBA, O Estado de S.Paulo

01 de maio de 2012 | 03h02

A polícia da região de São José do Rio Preto procura dois motoristas que causaram dois acidentes e seis mortes. Os casos aconteceram na tarde de anteontem, na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), em Guapiaçu, e na manhã de ontem, na Washington Luís (SP-310), em Mirassol. As informações são da Polícia Rodoviária Estadual.

No primeiro acidente, no km 175 da Assis Chateaubriand, o motorista de um Gol, com placa de Jaboticabal (SP), perdeu o controle e bateu na traseira de um Fiat Palio, que parou atravessado na pista e acabou atingido por outro Gol. Franciele Vanzei e a filha, Maria Eduarda, de 11 meses, que estavam no Palio, morreram no local. O motorista do veículo, João Eduardo Vanzei, foi internado com fratura e em estado de choque. No Gol que bateu no Fiat estava a médica veterinária Ariane Catarina Gava, de 35 anos, que tinha dado carona para Raimunda Dionizio, de 68. As duas também morreram. O Gol que causou o acidente foi localizado a 700 metros do local da batida, abandonado. O motorista fugiu, sem prestar socorro, e não havia sido identificado até a noite de ontem.

No acidente da segunda-feira, o caminhoneiro Carlos Sérgio Scaliante, de 52 anos, e seu ajudante, Marcos Alexandre dos Santos, morreram quando tentaram evitar um acidente na pista interior-capital da Washington Luís. Um Golf bateu na roda do caminhão durante uma tentativa de ultrapassagem.

Segundo o motorista do Golf, um Fiat Punto, que seguia atrás dele, também saiu para ultrapassar e o jogou contra o caminhão. Na tentativa de se afastar do Golf, Scaliante perdeu o controle do caminhão, que tombou no canteiro central. O motorista e o auxiliar morreram.

Materiais de construção ficaram esparramados pela pista, obrigando a Polícia Rodoviária a interditar por duas horas o trecho. O motorista do Punto também não foi localizado nem posteriormente identificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.