Motorista supostamente embriagado capota carro na Berrini

Viatura da PM que atendeu a ocorrência estava com bafômetro inoperante

Felipe Resk e Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

05 Maio 2014 | 08h59

Atualizada às 16h54

SÃO PAULO - Um motorista supostamente embriagado capotou uma picape após atravessar o sinal vermelho e bater em outro carro no cruzamento entre as avenidas Luís Carlos Berrini e Jornalista Roberto Marinho, na zona sul de São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 2h da madrugada desta segunda-feira, 5.

Segundo o boletim de ocorrência, o bafômetro da viatura da Polícia Militar que atendeu o caso estava inoperante e não havia nenhum disponível nas unidades próximas. Por isso, o motorista precisou ser encaminhado ao Instituto Médico Legal, para realizar exame de dosagem alcoólica. O resultado do exame só deve ficar pronto nos próximos dias.

Ainda assim, o caso foi registrado no 27º DP (Campo Belo) como embriaguez ao volante. No entanto, consta no boletim de ocorrência que o motorista, um representante comercial de 57 anos, não apresentava sinais de embriaguez e negou ter ingerido bebida alcoólica antes de dirigir. Os dois veículos, um Chevrolet Montana e um Renault Clio, onde estavam uma mulher e uma criança, foram danificados mas ninguém ficou ferido no acidente.

Questionada sobre o problema no bafômetro e sobre uma possível falha generalizada nos equipamentos, a PM diz que "há vários motivos para a falha, principalmente data de validade por causa da inspeção do Inmetro".

Mais conteúdo sobre:
PM Berrini acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.