Motorista leva uma hora para andar 5 km na Rio-Santos

Excesso de veículos, saídas de condomínios e estreitamento de faixas ajudam a explicar a lentidão

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

29 Dezembro 2014 | 15h02

SÃO PAULO - O excesso de veículos, estreitamento de faixas, lombadas, saídas de condomínios e banhistas em Boracéia, no litoral norte de São Paulo, faz com que os motoristas que estão chegando para a virada do ano levem uma hora para andar cinco quilômetros, na Rodovia Rio-Santos. 

Este foi o tempo que a reportagem e os turistas levaram entre o km 198 e 193 km -- no início da praia --, entre o final da manhã e o início da tarde desta segunda-feira, 29. 

Mas os motoristas que chegavam ao litoral não viam motivos para reclamar, mesmo parados no congestionamento sob um sol de 32 graus Celsius. "A gente pega trânsito todo dia em São Paulo independente do que tenha que fazer na cidade. Aqui pelo menos eu sei que estou na praia, vou descansar. É um sacrifício que vale a pena", afirmou a administradora de empresas Maria Regina de Andrade, de 39 anos.

Ela saiu do Jardim Paulista, na zona sul de São Paulo, ao 9h30. Às 12h30 ela ainda estava longe do seu destino final, a praia de Barra do Una, em São Sebastião. Segundo agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), os congestionamentos no trecho são normais nesta época do ano.

A entrada e saída de carros no Condomínio Morada da Praia, também em Boracéia, complicava ainda mais o trânsito. Após este trecho, o trânsito flui bem.

Mais conteúdo sobre:
litoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.