Motorista foge pela contramão e morre ao bater em ônibus no Rio

Empresário havia atropelado e matado pedestre; testemunhas dizem que ele passou o domingo bebendo

Pedro Dantas / RIO, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2010 | 00h00

Um motorista atropelou e matou um pedestre, fugiu pela contramão em uma das avenidas mais movimentadas do centro do Rio e morreu ao bater de frente com um ônibus, por volta das 5 horas da manhã de ontem. Cerca de 15 passageiros do ônibus tiveram ferimentos leves.

O condutor do carro, um Space Fox, foi identificado como o empresário João Adroaldo Barros Rodrigues, de 43 anos. De acordo com a Polícia Militar, ele atropelou o pedestre identificado como Osvaldo Nascimento Silva, de 50 anos, na frente do prédio dos Correios.

Em seguida, o motorista fugiu pela contramão na Avenida Presidente Vargas. No Viaduto dos Marinheiros, o carro colidiu com o ônibus da linha 384 (Pavuna-Castelo), da Viação Auto Diesel. Rodrigues morreu na hora.

Outro acidente. O corpo do pedestre foi retirado da via oito horas depois do atropelamento.

O acidente provocou interdição de duas faixas da avenida, engarrafamento por quase cinco horas e uma outra colisão envolvendo dois carros. Este último acidente não teve feridos.

De acordo com parentes do empresário, ele tinha problemas com alcoolismo e não havia dormido em casa.

Foi visto bebendo desde a tarde de domingo em bares na Favela Santa Marta, em Botafogo, na zona sul, e no acesso à Favela Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, também na zona sul. Rodrigues tinha cinco bares na cidade e ainda era dono de uma frota de táxis.

Ônibus. Outro acidente envolvendo dois ônibus deixou ao menos nove feridos na tarde de ontem na Avenida Lauro Sodré, na frente do Shopping Rio Sul, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.

O trânsito ficou lento no local, mas não chegou a ocorrer interdição na via, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio).

Até o final da tarde de ontem, o Corpo de Bombeiros não sabia onde as vítimas foram socorridas. / COLABOROU JULIA BAPTISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.