Motorista embriagado atropela e mata motoqueiro em Bertioga

Paulo Junho da Silva será indiciado por homicídio doloso e, se condenado, poderá pegar 10 anos de prisão

Rejane Lima, do Estadão,

25 de outubro de 2007 | 16h59

O mestre de obras Paulo Junho da Silva, de 36 anos, foi preso em flagrante por homicídio e tentativa de homicídio na noite da última terça-feira, 23, em Bertioga, na Baixada Santista. Ele dirigia embriagado quando atropelou os motoqueiros Elinaldo Pereira dos Santos, de 35 anos, e Rodrigo Rocha, de 25 anos, na altura do quilômetro 200 da Rodovia Manoel Hipólito do Rego (Rio-Santos). Santos morreu na hora; Rocha foi hospitalizado e não corre risco de morte. De acordo com o delegado plantonista de Bertioga, Jose Aparecido Cardia, o acidente é o terceiro envolvendo motoristas embriagados e vítimas fatais na rodovia nos últimos três meses. "Em agosto tivemos um arquiteto que matou um motociclista e em setembro um outro homem que atropelou e matou uma criança que estava no acostamento com o avô", disse Cardia, explicando que Silva será indiciado por homicídio doloso (em que há intenção de matar) por ter assumido o risco ao dirigir embriagado. O delegado afirma que, embora o resultado do laudo técnico que comprove a existência de álcool no sangue do mestre de obras ainda não tenha sido concluído, os indícios mostram claramente que ele estava bêbado, como o forte odor de bebida alcoólica que exalava e o fato de ter apresentado confusão mental, alternando momentos de tranqüilidade, choro e agressividade. "Ele confessou que se embriagou em um churrasquinho informal entre amigos e trafegou um trecho curto, de onde estava até o local dá dois quilômetros", disse. O indiciado dirigia um Santana ano 2000 e de acordo com o Boletim de Ocorrência ele ziguezagueava pela pista quando invadiu a contramão, atingindo assim os motoqueiros. De acordo com o delegado, por ser réu primário e possuir alguns atenuantes, Silva poderá ficar até 10 anos preso. Nesta quinta, ele estava na carceragem da 5.ª Delegacia de Polícia de Santos.

Tudo o que sabemos sobre:
Bertiogaatropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.