Motorista do goleiro Bruno deixa penitenciária em Contagem(MG)

Flávio Araújo estava preso desde Julho

Ricardo Valota, estadão.com.br,

27 de novembro de 2010 | 04h53

SÃO PAULO - O motorista Flávio Caetano de Araújo, que trabalhava para o goleiro Bruno Fernandes e também é réu no processo em torno do desaparecimento e da morte de Eliza Samudio, deixou, à 1h30 deste sábado, 27, a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem(MG), região metropolitana de BH, acompanhado do advogado Antônio da Costa Rolim.

 

Araújo teve a prisão preventiva revogada na sexta-feira, 26, pela juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues. Ele estava preso desde 9 de julho e teria levado Wemerson Marques, o "Coxinha", e Luiz Henrique Romão, o "Macarrão", até uma rodovia, onde Marques e Romão pegaram o filho de Eliza Samúdio. O motorista também teria levado Dayanne à delegacia para depor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.