Motorista de Porsche bate em 2 carros, foge e é detido

Engenheiro disse que tinha bebido 'apenas uma cerveja' após festa; acidentes aconteceram no Morumbi

Fabiano Nunes, O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2011 | 03h02

O engenheiro Michel Esper Saad Neto, de 35 anos, foi detido pela Polícia Militar após bater com seu Porsche em outros dois carros, no Morumbi, zona sul de São Paulo, na manhã de ontem. De acordo com a polícia, ele fugiu do local do acidente e só foi localizado após ser seguido por uma das vítimas. Na delegacia, disse aos policiais que havia saído de uma festa, bebido uma cerveja e nada mais. Uma mulher teve ferimentos leves. Neto vai responder por lesão corporal e omissão de socorro.

Segundo a PM, o engenheiro trafegava em alta velocidade na Rua Olegário Mariano, às 8h30. Saad Neto teria invadido uma das faixas, onde trafegava uma mulher em um Honda Fit. Para evitar a colisão, a motorista desviou do Porsche e acabou acertando um poste. De acordo com testemunhas, o airbag do carro foi acionado, o que evitou ferimentos mais graves. Ela foi levada para o Hospital Albert Einstein, onde foi diagnosticada uma fratura na costela. A motorista foi atendida e liberada.

Após esse acidente, o motorista do Porsche seguiu pela avenida e acabou batendo de raspão em um Palio Weekend, que era dirigido pelo administrador de empresas Derley Pereira, de 33 anos. Após essa colisão, o engenheiro também seguiu viagem, mas dessa vez foi perseguido pela vítima, por cerca de dois quilômetros, até um condomínio de luxo na Avenida Vicente Paiva. Ao chegar ao local, Pereira acionou a polícia.

Segundo a PM, no primeiro momento o engenheiro alegou que não se envolveu em nenhum acidente e disse que o sinal de batida em seu carro era de uma colisão que aconteceu em outro dia. Ele foi levado para o 89.º DP (Morumbi), onde depois contou aos policiais que saiu de uma festa no início da manhã, onde só chegou a tomar uma cerveja. Ele também alegou que não fugiu do local do acidente nem percebeu qualquer batida.

Marginal. Uma pessoa morreu e outra ficou ferida em uma batida de um carro em uma árvore na Marginal do Pinheiros. O acidente, por volta das 14h30 de ontem, foi perto da Ponte Transamérica, sentido Castelo Branco e interditou duas faixas por uma hora e meia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.