Motorista de ônibus é baleado na zona sul de SP

Surpreendido por um passageiro, Jardel Alves de Oliveira levou três tiros que atingiram o pescoço, boca e uma das orelhas; assassino não anunciou assalto e está foragido

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 de maio de 2011 | 04h51

SÃO PAULO - Um motorista da Viação Metropolitana (Vim), antiga Paratodos, foi vítima de tentativa de homicídio, por volta das 21h30 de quinta-feira, 19, na região de Parelheiros, no extremo sul da capital paulista.

 

Ao volante do coletivo, que fazia a linha 6000/10 (Terminal Parelheiros - Terminal Santo Amaro), Jardel Alves de Oliveira, de 36 anos, foi surpreendido por um dos passageiros quando trafegava na altura do nº 4.800 da avenida Sadamu Inoue.

 

Armado, o criminoso, que já estava há algum tempo dentro do ônibus, se dirigiu até a vítima, chamou pelo nome e atirou três vezes, atingindo Jardel no pescoço, na boca e em uma das orelhas. O atirador, segundo a polícia, continua foragido.

 

Uma viatura da 2ª Companhia do 50º Batalhão, em patrulhamento na região, foi alertada e, chegando no local, encaminhou a vítima para o pronto-socorro Balneário São José, de onde o motorista foi transferido para o Hospital Regional Sul, em Santo Amaro.

 

A vítima continua internada em estado grave e respira por aparelhos. Segundo os demais passageiros, o atirador não anunciou assalto, o que leva a polícia a trabalhar com a hipótese de crime encomendado ou motivado por alguma desavença entre o bandido e a vítima. O caso foi registrado no 25º Distrito Policial, de Parelheiros.

 

Protesto - Em protesto contra a falta de segurança, os motoristas e cobradores que fazem a linha 6000/10, operada por 27 ônibus da Vim, desde as 3h30 realizam uma paralisação e só devem iniciar o trabalho após as 6 horas. A São Paulo Transportes(SPTrans) acionou o Paese, para cobrir parte dos ônibus que atendem à linha paralisada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.