Mario Angelo/Sigmapress
Mario Angelo/Sigmapress

Motorista de Hilux que atropelou garis paga fiança e deve ser solto em SP

Bancário pagou R$ 50 mil estipulada pela Justiça; dois trabalhadores morreram e um ficou ferido

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

24 Outubro 2011 | 19h00

SÃO PAULO - O gerente de banco Fernando Mirabelli, que atropelou três pessoas na Marginal Pinheiros no último sábado enquanto dirigia uma Toyota Hilux, pagou nesta segunda-feira, 24, a fiança de R$ 50 mil estabelecida pela Justiça. Com isso, ele deve ser solto do Centro de Detenção Provisória (CDP) para o qual foi transferido nesta tarde. Por volta das 18h30, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) ainda não tinha informações sobre o horário em que seria liberado.

Mirabelli, de 32 anos, dirigia embriagado uma Toyota Hilux quando atropelou três funcionários da Prefeitura na altura da Ponte Ary Torres. Os garis Alex Damasceno de Souza, de 26 anos, e de Roberto Pires de Jesus, de 36, morreram. Um terceiro funcionário atingido, Aldenir Abrantes Dantas, de 21 anos, sofreu fratura na bacia e não corre risco de morrer.

Segundo a polícia, além de embriagado, Mirabelli dirigia em alta velocidade e perdeu o controle do veículo. Ele seguia para a casa dos pais, no Campo Belo, zona sul, após sair de uma casa noturna em Guarulhos, na Grande São Paulo. O bancário tentou fugir do local do acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.