Motorista de BMW é morto a tiros em tentativa de assalto na zona sul de SP

Em depoimento à polícia, a família da vítima afirmou que ele tinha temperamento explosivo

Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2013 | 17h41

SÃO PAULO - O motorista de uma BMW foi morto a tiros na noite dessa quarta-feira, 14, em uma tentativa de assalto na zona sul de São Paulo. Rogério Fernandes Gonçalves dirigia o carro, de cor prata, quando foi surpreendido pelos criminosos. O caso foi registrado como latrocínio, mas não há informações sobre quais objetos foram roubados. O irmão da vítima disse, em depoimento à polícia, que ele não tinha desavenças, mas seu temperamento era explosivo.

O homicídio aconteceu por volta das 19h15 na Avenida Afonso D'Escragnolle Taunay, no bairro da Saúde. O motorista, de 42 anos, foi levado ao Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya, também na zona sul, mas não resistiu.

Gonçalves era divorciado, morava em Santo André e não teve a profissão revelada. De acordo com a Polícia Civil, a família da vítima pediu para dar novos depoimentos somente depois do funeral.

O carro e o celular de Gonçalves foram encaminhados para a perícia e a suspeita é de que uma dupla tenha cometido o crime. Não há gravações de câmeras de segurança. A ocorrência foi registrada no 16º DP (Vila Clementino) e a investigação ficará a cargo do 35º DP (Jabaquara).

Tudo o que sabemos sobre:
latrcínioassassinatohomicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.