Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Adolescente em carro de luxo atropela e mata criança e tia dela em Santos

Segundo testemunhas, veículo estava em alta velocidade na Avenida Doutor Waldemar Leão e invadiu canteiro central

Bibiana Borba, O Estado de S. Paulo, e Luiz Alexandre Souza Ventura, especial para o Estado

01 Novembro 2017 | 05h57
Atualizado 01 Novembro 2017 | 13h45

SANTOS - Um menino de 2 anos e a tia dele, de 18, morreram após serem atropelados nesta terça-feira, 31, em Santos, no litoral sul de São Paulo, por um carro dirigido por um adolescente. Enzo Henrique Siqueira Ricardo morreu logo após o acidente; já Isabel Cristina Siqueira Rodrigues, na Santa Casa de Santos nesta quarta-feira, 1º.

+++ Confira os melhores horários para viajar no feriado

A informação sobre o motorista foi confirmada na manhã desta quarta-feira pelo delegado Carlos Henrique de Souza, do 2º Distrito Policial de Santos, que comanda as investigações.

+++ Governo federal critica Estados por mau uso de verba para cadeias

"A família do adolescente já entrou em contato, mas como ele é menor a situação fica mais complicada", explicou o delegado. "Sabemos que ele corria, mas ainda não temos o laudo que comprova a velocidade."

Os policiais confirmaram na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) que o veículo, da marca Audi, foi vendido recentemente.

O acidente aconteceu às 12h50 da terça-feira na Avenida Doutor Waldemar Leão, no bairro do Jabaquara, próximo à saída do Túnel Rubens Ferreira Martins. Isabel estava no canteiro central, com Enzo no colo, quando ambos foram atingidos pelo Audi que seguia pela pista em direção à praia.

 

A jovem havia levado o irmão de Enzo, um menino de 7 anos, à escola, e voltava para casa, no Morro do Fontana.

Testemunhas contaram à polícia que o carro saiu do túnel em alta velocidade, quase atingiu um motociclista e desviou o veículo em direção ao canteiro, atingindo as duas vítimas. O motorista fugiu sem prestar socorro.

Imagens divulgadas pela polícia, feitas pelas câmeras de segurança de um posto de combustíveis que fica próximo ao local do atropelamento, registraram o carro logo após o acidente e confirmam que havia outra pessoa dentro do veículo. O vídeo mostra o condutor e o passageiro fugindo a pé.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do serviço de resgate do Corpo de Bombeiros prestaram os primeiros socorros e encaminharam tia e sobrinho ao Posto de Pronto Atendimento (PPA) da Santa Casa, que fica a poucos metros do local do acidente.

O menino Enzo, que completaria 3 anos neste domingo, 5, deu entrada no PPA às 13h15 e morreu logo depois. A jovem Isabel sofreu traumatismo craniano encefálico grave, chegou ao hospital com hemorragia interna, passou por uma neurocirurgia na Santa Casa, mas morreu à 5 horas.

A família tenta liberar os dois corpos para fazer um velório conjunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.