Motorista alcoolizado atropela e mata idoso no interior de São Paulo

Gílson Apolinário Rodrigues, de 33 anos, foi detido nesta terça; ele confessou que havia bebido com amigos antes do acidente

Chico Siqueira, Especial para O Estado

15 Abril 2014 | 12h11

ARAÇATUBA - Um motorista alcoolizado foi preso após atropelar e matar um idoso de 86 anos e fugir sem prestar socorro, na noite desta segunda-feira, 14, em Herculândia, no interior paulista. O vendedor Gílson Apolinário Rodrigues, de 33 anos, foi localizado e detido pela polícia na madrugada desta terça, 15, após confessar ter consumido bebidas alcoólicas e fugido sem socorrer a vítima.

O acidente aconteceu por volta das 21 horas. O aposentado Francisco Alves Sacramento, 86, voltava para casa, caminhando próximo da calçada, quando foi atingido pelo carro de Gílson. "Meu avô voltava para casa, que ficava na esquina de onde ele foi atropelado. Testemunhas nos disseram que o carro estava a mais ou menos 100 km/h e que o motorista não tem carteira de habilitação", contou Roseli Brito, neta de Sacramento. O aposentado foi levado ao hospital, mas não resistiu e morreu na madrugada desta terça.

Vizinhos chamaram a PM depois que Rodrigues fugiu sem prestar socorro. Segundo o sargento Márcio Antônio Britto, o vendedor foi preso em sua casa, a três quadras do local do acidente, no centro de Herculândia. Ao ser detido, confessou que antes do acidente havia bebido com amigos em um bar. Segundo o Boletim de Ocorrência, o vendedor, que estava "cambaleante, com voz pastosa e olhos vermelhos", não soube explicar por que fugiu sem socorrer a vítima. Ao ser submetido ao bafômetro, ficou constatado que ele estava com índice de 1.04 l/g, três vezes mais que o volume mínimo para ser detido.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.