Motorista acusado de matar grávida em acidente de trânsito será transferido

Condutor de carro estava embriagado, segundo a polícia; ele vai ser levado de delegacia para CDP

Juliane Freitas, estadão.com.br

02 de janeiro de 2012 | 11h22

SÃO PAULO - Carlos Alberto de Souza Dias, de 29 anos, envolvido no acidente que matou uma mulher grávida de sete meses e o bebê dela será transferido para um Centro de Detenção Provisória (CDP), informou nesta segunda-feira, 2, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Carlos Alberto dirigia o carro que se chocou contra o automóvel em que estavam as vítimas, no cruzamento de uma avenida no Jardim da Saúde, na zona sul de São Paulo, no domingo. O motorista é acusado de homicídio doloso, já que apresentava sinais de embriaguez. Em seu carro, foram encontradas bebidas alcoólicas. Ele está detido em uma delegacia na zona sul.

Duas pessoas que estavam no carro com Dias não tiveram ferimentos. A grávida Lilian Maria dos Santos, de 30 anos, foi socorrida ao pronto-socorro São Paulo, onde foi realizada uma cesária de emergência. O bebê nasceu com vida, mas morreu algumas horas depois na Unidade de Terapia Intensiva neonatal.

O marido dela, que também estava no carro no momento do acidente, foi hospitalizado em estado de choque. A filha do casal, de 8 anos, e uma sobrinha não tiveram ferimentos graves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.