Motoboy morre ao ser baleado durante comício de vereador na zona norte de SP

Ocupantes de um Golf prata apareceram no final do evento ocorrido na região do Morro Grande

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

08 de setembro de 2012 | 04h08

SÃO PAULO - Um tiroteio no final de um comício eleitoral deixou uma pessoa morta, no início da noite de sexta-feira, 7, na Vila Yara, região do Morro Grande, entre as zonas norte e oeste da capital paulista. Mesmo encaminhado por testemunhas para o pronto-socorro do Hospital de Vila Penteado, o motoboy Gérson José da Rocha Silva, de 30 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

Segundo a polícia, o crime ocorreu por volta das 18h30 na altura do nº 214 da Rua São Urbano, no final do comício do vereador Antonio Goulart, do PSD, candidato à reeleição pela quarta vez. Caso seja eleito, o vereador assumirá o quinto mandato consecutivo no legislativo paulistano. Os tiros, segundo testemunhas, foram disparados por ocupantes de um Golf, de cor prata e placas CGV 3133, anotadas por quem estava próximo.

 

Em boletim de ocorrência registrado no 33º Distrito Policial, de Pirituba, não há informações sobre outras duas supostas vítimas - um homem ferido no pé e uma criança de colo atingida de raspão. Segundo o registro policial, os tiros deixaram apenas uma vítima, que morreu logo após dar entrada no pronto-socorro. Policiais militares da 2ª Companhia do 49º Batalhão realizaram buscas na região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.