Motivação turística

As luminárias orientais da Liberdade foram instaladas a partir de 1969, quando a Prefeitura iniciou um plano para transformar o bairro em uma atração turística. O projeto foi feito pelo jornalista Randolfo Marques Lobato, presidente de uma comissão de chineses, coreanos, japoneses e vietnamitas radicados ou estabelecidos no bairro. A ideia era copiar a Chinatown, de Nova York, nos EUA. Em 2008, ano do centenário da imigração japonesa para o Brasil, 227 luminárias foram trocadas e diversas reformas já foram feitas.

O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.