Mosteiro abre claustro para receber hóspedes

Em luta para se manter, a Abadia Cisterciense de Nossa Senhora da Santa Cruz, em Itaporanga, no sudoeste paulista, decidiu abrir áreas do mosteiro antes reservadas apenas a monges. Turistas que ali se hospedam têm acesso a claustro, capela interna, sala capitular (usada para reunião de monges e superiores) e biblioteca, além do refeitório. Homens podem participar de atividades laborais.

O Estado de S.Paulo

25 Abril 2012 | 03h05

Construído em 1936, o mosteiro é um dos maiores do País. Segundo o diretor, padre João Crisóstomo, o objetivo principal da hospedagem é permitir que a comunidade conheça a vida monástica. Por isso, são aceitas até famílias. O mosteiro não estipula valor para diária: o visitante retribui a hospedagem com a doação que quiser.

Preço: doação a critério do visitante Distância da capital: 350 km Reservas: www.abadiaitaporanga.org.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.