Morumbi: duas mulheres presas por assaltos

Duas mulheres presas ontem faziam parte de uma quadrilha que assaltava casas na região do Morumbi, zona sul da capital. Uma delas foi reconhecida pelas vítimas por sua beleza. O bando foi desbaratado pela polícia após cometer pelo menos 14 crimes em três meses. Eles levavam aparelhos eletrônicos, joias, dinheiro e carros. Além das duas mulheres, foram detidos dois homens e um terceiro permanecia foragido até ontem.

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

03 de setembro de 2011 | 00h00

A quadrilha foi descoberta por policiais militares, em uma abordagem de rotina. Anteontem, eles encontraram Fabiana dos Santos Riman, de 21 anos, com um revólver calibre 38, de numeração raspada, no Campo Limpo. "Ela disse que andava armada por medo dos ladrões que agiam na região", diz o delegado titular do 89.º DP (Portal do Morumbi), Carlos Battista.

A polícia desconfiou e na casa dela, em Embu das Artes, encontrou Paulo Vitor Ramos, de 22 anos, que deixou a prisão há três meses após cumprir pena por roubo. Em seguida, foi detida Silvia Daiana Pereira Branco, de 25. José Fernandes da Silva, de 25, também integrante da quadrilha, já estava detido havia duas semanas. Ainda não foi encontrado Jonas Costa Gomes, de 20 anos.

O fato de Ramos ter um coração tatuado no pescoço e de Fabiana ser considerada uma mulher bonita ajudou a polícia a associar os dois aos assaltos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.