Mortes provocadas por chuva aumentaram 350% na capital paulista

Segundo a Defesa Civil, 18 pessoas morreram em decorrência da chuvas desde dezembro

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br

30 Março 2010 | 12h36

Capital paulista sofreu com um período de chuvas intensas no último verão

 

SÃO PAULO - As fortes chuvas que atingiram a capital paulista entre 1º de dezembro de 2009 e esta terça-feira, 30, mataram 18 paulistanos, o que representa uma aumento de 350% em relação ao verão passado, quando os temporais deixaram quatro mortos na cidade.

 

Veja também:

linkSete cidades de SC decretam situação de emergência pela chuva

especialESPECIAL: As chuvas em São Paulo, além das estatísticas

 

De acordo com balanço da Operação Verão, divulgado pela Defesa Civil estadual nesta terça, em todo o Estado, 78 pessoas morreram em decorrência da chuvas, o que significa uma elevação de 225% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 24 óbitos. Uma pessoa continua desaparecida no Estado.

 

Ainda segundo o relatório, neste verão, 59 cidades paulistas decretaram situação de emergência. No verão passado, foram apenas 13 municípios. Além disso, neste verão, 11 municípios decretaram estado de calamidade pública, enquanto no mesmo período do ano passado nenhuma cidade entrou em calamidade.

Mais conteúdo sobre:
chuva mortes Sao Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.