Mortes em consequência da chuva em Itaoca chegam a 18

Nesta sexta, agricultor que foi levado por córrego morreu no hospital

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

17 de janeiro de 2014 | 15h11

SOROCABA - Morreu nesta sexta-feira, 17,  o agricultor Dimas de Oliveira Mota, de 45 anos, que estava internado desde a manhã de segunda-feira, 13, após ser carregado pelas águas do córrego Guarda Mão, durante o temporal que atingiu Itaoca, no sudoeste paulista. Mota estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Itapeva e não resistiu à gravidade dos ferimentos.

 

Nesta sexta-feira, mais um corpo foi encontrado num local conhecido como Prainha, em Itaoca, mas até as 15 horas a vítima não tinha sido identificada. Com isso, o número de mortos na tragédia subiu para 18, dos quais 17 já foram identificados e sepultados. Há ainda pelo menos oito desaparecidos e as buscas continuam.

Mais conteúdo sobre:
Itaocaclima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.